CAPA     NOTÍCIAS      FOTOS     VÍDEOS    CLASSIFICADOS    CONTATO

        

Categorias
 

Goiás tem 90% da safra de soja colhida

Resultado de imagem para Goiás tem 90% da safra de soja colhida FAEG

 De acordo com informações da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) cerca de 90% da área de soja já foi colhida em Goiás. O Estado não apresentou crescimento na área plantada da oleaginosa e espera colher cerca de 6% a mais do que na safra anterior – chegando aos 10,8 milhões de toneladas. “A colheita ocorreu mais cedo neste ano em função da chegada antecipada das chuvas em outubro e o plantio mais precoce nas principais regiões do Estado. Isso foi importante para a implementação da safrinha de milho no período recomendado, diminuindo os riscos de perdas elevadas por falta de chuvas no período”, explica o consultor técnico da Faeg, Cristiano Palavro.

A região sudoeste de Goiás já colheu cerca de 43% da área nesta safra de soja 2016/2017. Essa é a principal região produtora de grãos do Estado e a que costuma antecipar a colheita. A região Sul com 12,8% aparece na sequência, logo em seguida a região Sudeste 13,7% e o Entorno do Distrito Federal com 15,3%.

Já as regiões do Vale do Araguaia e o norte do Estado são consideradas as principais em expansão da produção de grãos, sendo responsáveis por cerca de 8% do total de soja produzido. “Esta evolução na área de agricultura destas regiões se dá principalmente pela intensificação da produção pecuária, liberando áreas atualmente ocupadas com pastagens para integração com a produção de grãos”, destaca Palavro. As expectativas atuais da Faeg apontam uma produção de soja de cerca de 10,8 milhões de toneladas, com produtividade média de 54 sacas por hectare.

De acordo com o consultor técnico, o que mais preocupa neste momento diz respeito a rentabilidade, já que os preços da soja caíram vertiginosamente após o início da colheita. “Hoje os preços para a soja disponível estão em média de R$ 54 a R$ 55 por saca de 60 kg, valores bem inferiores aos observados nos meses anteriores”, informa. O que agrava a situação, segundo Palavro, é o fato de nesta safra os produtores terem vendido menos antecipadamente em relação as safras anteriores, o que poderá forçar alguns produtores a vender nestes momentos de baixas para cumprir seus compromissos financeiros.

Plantio do milho

O plantio do milho já está encerrado e neste ano, seguindo o cronograma de colheita da soja, ocorreu de forma antecipada. De acordo com informações da Faeg, cerca de 90% da área total foi plantada dentro da janela ideal. “Até o momento o desenvolvimento das lavouras está bom na maioria das regiões, principalmente influenciado pela boa distribuição de chuvas”, aponta Palavro.

Algumas localidades relataram falta de chuvas nas últimas semanas, mas em pontos isolados e sem ainda grandes efeitos negativos sobre os cultivos. “Em geral, a safrinha corre bem, porém o volume de chuvas nas próximas semanas ainda vai ser decisivo na formação do potencial produtivo das lavouras”, finaliza o consultor técnico da Faeg, Cristiano Palavro.

 Fonte: FAEG

 

Aporé em Foco |  Todos os Direitos Reservados, Lei de Imprensa, nº 5.259/1967.