CAPA     NOTÍCIAS      FOTOS     VÍDEOS    CLASSIFICADOS    CONTATO

        

Categorias
 

Na seca, aumenta o risco de doenças respiratórias

 A seca do Cerrado pode ser maléfica à saúde. E Goiânia ainda não entrou em estado de calamidade por conta da baixa umidade do ar. Mas todo cuidado é pouco. A população tem de priorizar hidratação do corpo e umidificação de ambientes, de modo a evitar incidência de doenças respiratórias, além de dores de cabeça, irritações nos olhos, nariz, garganta e pele.

O farmacêutico Capelani Ferreira Cavalcante, porém, encontrou uma forma de umidificar o ar. Proprietário de farmácia no Setor Campinas, ele aderiu ao climatizador para transformar sua loja em ambiente agradável neste inverno. E, de acordo com ele, o local de trabalho, que antes era pesado por conta da seca, agora tornou-se leve. “Eu tinha um climatizador portátil, mas quando mudei de loja ele não resolvia”, diz. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os anos morrem 1,6 milhões de pessoas com pneumonia no mundo. Na maioria das vezes, a doença atinge idosos e crianças menores de cinco anos, mas diferentes faixas etárias não estão livres dos riscos. “O clima seco gera ressecamento das vias respiratórias e, baixa umidade do ar, torna os riscos de contágio altos”, garante a médica Marilene Lucinda, alertando para os riscos que o ar-condicionado traz na seca.

De fato, o clima seco é propicio para se contrair pneumonia. Mas muitos tentam se proteger da gripe com vacina, mas Marilena diz que nem sempre este é o método mais eficaz de combater doenças comuns em climas secos. “A vacina contra gripe protege contra o vírus Influenza e a vacina de pneumonia dá proteção contra os principais tipos da bactéria, contudo é importante esclarecer que a vacina não vai deixar as pessoas imunes contra pneumonia”, orienta.

   

Receita 

Para reduzir as consequências do clima seco, a receita é investir na hidratação, consumindo líquidos e lavando o nariz com soro fisiológico. O tempo seco também pode ser perigoso para se praticar exercícios físicos durante a tarde, que são os horários mais secos do dia. Na seca, também é recomendável evitar coçar os olhos, especialmente se as mãos não foram higienizadas. 

Mas a principal recomendação em dias seco é ingerir bastante água e lavar as narinas com soros fisiológicos. “As pessoas devem usá-lo, de modo a ser uma boa escolha para amenizar os feitos do clima seco”, assevera a médica Marilene Lucinda. Os lugares pouco arejados também precisam ser evitados no período da seca, pois pouca ventilação pode contribuir para o aumento de doenças respiratórias, segundo a médica.

A hidratação, por sua vez, deve ser reforçada em crianças, com ingestão de bastante líquido. Os idosos também requerem atenção, pois são suscetíveis a problemas respiratórios. Tempo seco também contribuem às queimadas.

Inmet

Há dois anos, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou umidade de 23%. Chefe do órgão à época, Elizabete Alves Ferreira afirmou essa é a quantidade de vapor de água na atmosfera no mês desde 2005. “Não é muito normal para esta época do ano, quando a umidade no período da tarde fica em torno de 30%”, analisa. 

A previsão para os próximos dias é de sol com muitas nuvens na capital. E claro, clima seco. 

 

Fonte: O Hoje

 

Aporé em Foco |  Todos os Direitos Reservados, Lei de Imprensa, nº 5.259/1967.