CAPA     NOTÍCIAS      FOTOS     VÍDEOS    CLASSIFICADOS    CONTATO

        

Categorias
 

Caminhoneiros protestam contra o aumento de impostos e bloqueiam rodovias

Foto:Divulgação/PRF

 Caminhoneiros manifestam desde a manhã de hoje, 1º, em rodovias goianas contra o aumento de impostos decretado pelo Governo Federal no último dia 20. Eles bloquearam parte das pistas nas BRs 542 e 153, em Rio Verde e Aparecida de Goiânia.

Os manifestantes alegam que o aumento dos impostos refletiu sobre os preços dos combustíveis e na remuneração, uma vez que os fretes e custos adicionais ficaram mais caros. Os bloqueios acontecem simultaneamente em outros estados e geram congestionamento nas rodovias.

Na BR-542, em Rio Verde, o bloqueio acontece desde às 9h30. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o trânsito flui lentamente, mas os veículos não estão sendo impedidos de passar pelo local.

Já em Aparecida, na BR-153, o ato bloqueou metade da pista durante a manhã. A PRF informou que às 12h a estrada já havia sido liberada, mas voltou a ser bloqueada por volta das 14h. O trânsito segue lento, mas não há empecilho para a passagem dos carros.

Além de serem contra o aumento dos impostos, os caminhoneiros também pedem por mais segurança nas rodovias, preço mínimo para o frete e aposentadoria diferenciada para a categoria.

 

Decreto

O aumento da alíquota do PIS e Cofins sobre os combustíveis decretada pelo Governo Federal, fez com que a tributação sobre a gasolina subisse R$ 0,41 por litro; a do diesel, R$ 0,21 e, a do etanol R$ 0,20 por litro.

No dia 25 de julho, a medida chegou a ser suspensa por decisão de um juiz da 20ª Vara Federal de Brasília, mas a Advocacia Geral da União (AGU) recorreu e no dia seguinte, o Tribunal Regional Federal (TRF-1) anulou a suspensão.

Fonte: Diário da Manhã 

 

Aporé em Foco |  Todos os Direitos Reservados, Lei de Imprensa, nº 5.259/1967.